terça-feira, 14 de maio de 2013

O Rapto da Europa

http://www.edicoes-apeiron.blogspot.pt/

"Os partidos políticos de direita são marionetas do capitalismo financeiro e os de esquerda estão encerrados em dogmas ideológicos."
Raquel Freire do Movimento 12 Março (M12M)

"A democracia portuguesa está suspensa porque as decisões políticas que afectam mais decisivamente os cidadãos não decorrem de escolhas destes nem respeitam a Constituição. Estalou um conflito fundamental entre os direitos de cidadania e as exigências dos "mercados" financeiros, e esse conflito está a ser decidido a favor dos "mercados". As decisões formalmente democráticas são substantivamente imposições do capital financeiro internacional para garantir a rentabilidade dos seus investimentos, tendo para isso ao seu serviço as instituições financeiras multilaterais, o Banco Central Europeu, a Comissão Europeia, o euro e os Governos nacionais que se deixaram chantagear. Ao contrário do fascismo histórico, o actual fascismo financeiro, em vez de destruir a democracia, esvazia-a de qualquer força para lhe poder fazer frente e transforma-a numa monstruosidade política: um Governo de cidadãos que governa contra os cidadãos; o Governo legitimado pelos direitos dos cidadãos que se exerce violando e destruindo esses direitos."
Boaventura De Sousa Santos in Manifesto de Mudança

Carta Maior - Economia - Bancos contra povos: os bastidores de um jogo manipulado
http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=21443 «««
Este segundo artigo desta série mostra como o Banco Central Europeu e a Reserva Federal norte-americana se puseram ao serviço dos grandes bancos privados e não do interesse geral dos povos.


Entretanto,anos depois do deputado João Cravinho ter sido "empurrado" para o estrangeiro após ter apresentado um projecto de lei contra a corrupção,a mesma continua a proliferar.Vejamos o que este senhor(Paulo De Morais) tem para nos dizer: "Há procuradores que iniciam inquéritos que envolve gente importante. O que se diz é que não têm meios. Acontece que o caso dos submarinos já não é um caso de justiça, é um caso de regime. O governo, o parlamento, o presidente da república, tinham toda a obrigação de esclarecer este caso. Haver corrupção provada na aquisição dos submarinos e em Portugal não acontecer nada? Isso é do regular funcionamento das instituições? Isto não é um problema do aparelho judicial, é bem mais profundo.


"Estamos na iminência de uma fractura social entre os que se safam e os que estão em dificuldades.Nós ,aqui nesta mesa(onde estavam Sampaio,Balsemão,Souto Moura e dois gestores de grandes multinacionais),safamo-nos sempre,mas há gente que não."
 -Jorge Sampaio na Conferência Reinventar o Futuro de 19 de Março 2013

Entretanto  começa dia 6 de Junho mais uma reunião Bilderberg(onde o sr Balsemão é figura de relevo)na qual mexem os cordelinhos as  figuras da grande finança e das multinacionais.

http://www.jornaldenegocios.pt/economia/mundo/detalhe/seguro_e_portas_vao_representar_portugal_no_encontro_de_bilderberg.html


Visualizar  < Portugal no Nevoeiro : Clicar em visualizar para ver o post

1 comentário:

  1. A alta financa, e sempre a alta finaca na luz da ribalta...! Ate quando o Ze vai tolerar quem o suga?
    Um abraco.

    ResponderEliminar