terça-feira, 11 de dezembro de 2012

O Poder e o Povo



  • "A forma republicana de governo requer o tipo mais elevado da natureza humana - um tipo que presentemente não existe em lugar nenhum".

  • Herbert Spencer,filosofo - 1883


"Em Portugal,a liberdade é muito difícil,sobretudo porque não temos liberais.Temos libertinos,demagogos ou ultramontanos de todas as cores."

António Alçada Baptista em carta a Marcelo Caetano

"Pouco importa às pessoas saber que têm os direitos reconhecidos em princípio,se o exercício deles lhes é negado na prática."

Francisco Sá Carneiro

"A persistência nas salas e nos corredores do poder de uma classe política menor e sem visão do interesse nacional encarregou-se de colonizar a Política pelo Direito.O país já se apercebeu que mais do que a condenação política do actual governo,o que está em causa é o fim do modelo,ou desta forma de fazer política em português."

José Filipe Pinto,Catedrático em Ciências Políticas(2013)

"A direita que está no poder não é homogénea mas nela domina a fação para quem a democracia é um custo económico e o fascismo social é um estado normal."

Boaventura de Sousa Santos,Professor e Investigador de Ciências Sociais (2013)

**************************************************************************


O dogma de quem governa hoje em Lisboa é que não há alternativa ao regime de indigência colectiva assinado com a troika. O Orçamento de Estado português para 2013 é um marco histórico. Põe fim a uma época ao rasgar o contrato com uma sociedade que, após a Revolução dos Cravos, sonhou ser outra coisa do que aquilo que hoje, sem dó, a «Europa» lhe diz que é: já não o novo-rico entre os pobres mas o velho-pobre entre os ricos. O orçamento, corolário de uma inclemência ideológica lancinante, anuncia uma era de trevas. É o réquiem pela III República. É um orçamento que concretiza o desmantelamento acelerado do Estado social construído em e pela democracia. Isto, em si, não é apenas uma tragédia portuguesa mas, em primeiro lugar, um ruidoso fracasso europeu. Na construção como na demolição, os maiores sonhos e as maiores loucuras em Portugal têm e tiveram as oportunidades e os limites permitidos pelos interesses dos nossos fiéis amigos estrangeiros. Foi assim que tivemos o nosso império e que, acessoriamente, mantivemos o holograma a que chamamos a independência nacional.

Excerto do ensaio-manifesto «Portugal - finis terrae», de Pedro Rosa Mendes, publicado na edição de janeiro da LER.




 A alternativa comunista em 1975 era entregar Portugal a Moscovo e a uma ditadura pró-soviética http://www.macua.org/livros/vivosemortos.html .O sr Soares depois de muitas indecisões e contra-voltas acabou por rejeitar(com a influência clara do 25 de Novembro) o pc de Cunhal e amigou-se com os americanos (Carluci e afins).Depois da morte de Sá Carneiro foi sempre a descer e os partidos de governo desde 1976 representam a decadência e a entrega da economia aos mercados anglo-saxónicos e a entrega da soberania política a Bruxelas e Berlin.Dixit

Do 25 de Abril de 1974 ao 25 de Novembro de 1975 e à Constituição de 1976 no link a seguir:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Processo_Revolucion%C3%A1rio_em_Curso 



25 de Novembro 1975 | 25 de Novembro sempre !

25doonze.wordpress.com/o-25-de-novembro/ - 
Eu costumo dizer em tom de brincadeira, que o slogan deveria ser “25 de Novembro sempre, comunismo e fascismo nunca mais.”

sábado, 10 de novembro de 2012

A História do 28 de Maio



Cem anos depois do 28 de Maio de 1826 e da Revolução Liberal( Uma Cronologia histórica ) veio o 28 de Maio de 1926.

Passo a transcrever um documento assinado por Gomes Da Costa após a Revolução de 1926:

"Portugueses!
A Nação quer um Governo Militar,rodeado das melhores competências,para instituir,na administração do Estado,a disciplina e a honradez que há muito perdeu.
Empenho a minha honra de soldado na realização de tão nobre e justo propósito.Não quer a Nação uma ditadura de políticos irresponsáveis,como tem tido até agora.Quer um Governo forte,que tenha por missão salvar a Pátria,que concentre em si todos os poderes para,na hora própria,os restituir a uma verdadeira representação nacional,ciosa de todas as verdades -- representação que não será de quadrilhas políticas --dos interesses reais,vivos e permanentes de Portugal.
Entre todos os corpos da Nação em ruína,é o Exército o único com autoridade moral e força material para consubstanciar em si a unidade de uma Pátria que não quer morrer.
À frente do Exército Português,pois,unido na mesma aspiração patriótica,proclamo o interesse nacional contra a acção nefasta dos políticos e dos partidos e ofereço à Pátria enferma um Governo forte,capaz de opôr aos inimigos internos o mesmo heróico combate que o Exército deve aos inimigos externos.
Viva a Pátria!
Viva a República!

Gomes Da Costa, General,Comandante em Chefe do Exército nacional."


Esse texto foi retirado do Livro " História Do 28 de Maio" de Eduardo Freitas Da Costa.


Fernando Pessoa escreveu também a propósito da crise na 1ªRepublica que só havia uma instituição com força e moral para restaurar a normalidade,e essa força era o exército.A revolução de 28 de Maio de 1926 terá sido a resposta do exército,hoje em dia teremos forças militares(digo altas patentes de capitão para cima)com força e moral para isso? Se as circunstancias actuais fossem as de 1926 seria por decreto militar de certeza mas os militares estão eles próprios ligados a organizações como a OTAN, e assim a autonomia para tomar decisões radicais estará limitada,mas a democracia com estes politicos que temos tem os dias contados.Assim qual o caminho?Se Portugal tivesse um verdadeiro conselho estratégico(em 1976 andaram distraídos)e não um conselho de estado figurante não seria preciso agir de forma radical nem chegariamos a esta situação.
O grande erro no pós abril de 74 foi a deriva ideológica esquerda versus direita(grande armadilha em que muitos cairam para mal dos estados soberanos)em que os militares se deixaram cair.
http://www.macua.org/livros/vivosemortos.html
Depois devia ter sido criado um verdadeiro conselho de estado onde os militares(como garante da soberania e nao como ideologia ou corporativismo)estivessem representados nunca deixando tudo nas maos dos partidos.Nao aprendemos nada com o que aconteceu na primeira Republica ou no liberalismo monarquico?Deixa-se apodrecer tudo para depois aparecer um Salazar ou uma ditadura militar?Andamos nisto vai para duzentos anos.


A 1ª República de 1910/26 no link seguinte http://portugalnonevoeiro.blogspot.pt/2011/09/httpmembers.html

sábado, 3 de novembro de 2012


"Não se deixem enganar.A troika não veio pagar os salários,nós tínhamos dinheiro para pagar os salários,não tínhamos era dinheiro para pagar a dívida(o capital e os juros)."

Emanuel dos Santos (ex-responsável da elaboração dos orçamentos de estado)

"Se o continente do euro souber regular-se através de poderosas políticas territoriais,então a unidade monetária servirá ao desenvolvimento da diversidade dos países,das regiões e das cidades.Mas,se ele não o conseguir fazer,então a riqueza concentrar-se-á no centro do continente enquanto que a pobreza,a exclusão e os partidos da recusa proliferarão nas periferias."

In Euroland/Civiland,livro publicado pelo CRPM(www.crpm.org ) lançado simultaneamente em sete idiomas europeus,no mesmo ano do nascimento do euro.Entretanto,14 anos passados,onde estamos?

Taxa de juro dispara dívida pública - Exclusivo CM - Correio da ...

1 dia atrás – A taxa de juro cobrada pela troika a Portugal vai fazer disparar o endividamento do Estado português em 2013. Mesmo com a Alemanha a financiar-se com taxas de juro de cerca de 1% a 10 anos e negativas a curto prazo, a troika está a cobrar a Portugal uma taxa de juro média de 3,6%, segundo a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública – IGCP. O endividamento do Estado é tão alto que a sua dívida irá pressionar o País até 2025, quando ainda representará 96,6% do PIB.
Mais no link acima.

http://portugalnonevoeiro.blogspot.pt/2012/06/ou-nos-salvamos-nos-ou-ninguem-nos.html

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

A República no Abismo



" (...) O País perdeu a inteligência e a consciência moral. Os costumes estão dissolvidos e os caracteres corrompidos. A prática da vida tem por única direcção a conveniência. Não há princípio que não seja desmentido, nem instituição que não seja escarnecida. Ninguém se respeita. Não existe nenhuma solidariedade entre os cidadãos. Já se não crê na honestidade dos homens públicos. A classe média abate-se progressivamente na imbecilidade e na inércia. O povo está na miséria. Os serviços públicos vão abandonados a uma rotina dormente. O desprezo pelas ideias aumenta em cada dia. Vivemos todos ao acaso. Perfeita, absoluta indiferença de cima a baixo! Todo o viver espiritual, intelectual, parado. O tédio invadiu as almas. A mocidade arrasta-se, envelhecida, das mesas das secretarias para as mesas dos cafés. A ruína económica cresce, cresce, cresce... O comércio definha, A indústria enfraquece. O salário diminui. A renda diminui. O Estado é considerado na sua acção fiscal como um ladrão e tratado como um inimigo.
Neste salve-se quem puder a burguesia proprietária de casas explora o aluguel. A agiotagem explora o juro…(…)"
Uma Campanha Alegre (1890-1891)de Eça de Queiróz

http://joaogil.planetaclix.pt/k2.htm para entender o presente nada como saber o passado recente começando pelo golpe(Revolução) dos cravos de 1974.




Primeiro o país ficou de pernas para o ar,agora a bandeira foi hasteada ao contrário,só falta virar tudo de pantanas.O que virá a seguir?

O orçamento para 2013


Agora o país real 

Quase 300 mil em centros de emprego sem subsídio de - TSF

www.tsf.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id...
Dos 640 mil inscritos em centros de emprego do IEFP em agosto, 46 por cento ... IEFP que não beneficiam de subsídio de desemprego ou de Rendimento Social de Inserção.

Recorde-se que, tanto a Constituição da República Portuguesa como a Declaração Universal dos Direitos Humanos tornam a justiça explícita na forma de lei. É dessa forma que se mantém a paz entre os cidadãos já que aquilo que está acordado permite uma vida justa e digna para todos.

Este governo, ao submeter os mais débeis aos mais fortes, eliminou a justiça e deixou unicamente a lei. Como consequência, fez com que grande parte da população deixasse de ter lugar.

Por outras palavras, isto significa que o governo violou e viola a Constituição da República Portuguesa e a Declaração Universal dos Direitos Humanos. Ou seja, o governo quebrou a paz social. Isto legitima a acção de todos os cidadãos que agora têm o dever de preservar a paz e o bem-estar proclamados nestes documentos.

Por estas razões, e ao abrigo do Artigo 21º da Constituição da República Portuguesa, o MSE, Movimento Sem Emprego, e aqueles que estão a ser vitimas das acções criminosas deste governo reservam para si e para todos os cidadãos o direito à desobediência civil como forma de resistência dos que estão a ser atirados para a valeta por este governo.  www.movimentosememprego.info  

Entretanto ...


O Escândalo do BPN - GRADIVA

O Escândalo do BPN. O verdadeiro retrato de Portugal - GRANDE INVESTIGAÇÃO DN V. Colecção: Fora de Colecção. Páginas: 248. Ano de edição: 2012
mais no blog www.planetadosprimatas1.blogspot.com
--

Ah é verdade,ainda temos esse novo adamastor chamado Troika!
http://portugalnonevoeiro.blogspot.pt/2012/03/troika-e-os-quarenta-ladroes.html

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

A Partidocracia

 



 "Em política,a linguagem é concebida para que as mentiras soem verdadeiras,para que o homicídio pareça respeitável e para dar uma aparência de solidez ao puro vento."

George Orwell


partidocracia - O Ouriço

oourico.blogs.sapo.pt/tag/partidocracia
7 jul. 2012 – Os portugueses encontram-se ainda num estado de apatia (julho) .... Quando a Partidocracia leva o berço da Democracia(Grécia) ao caos ...mais no link acima
--

Agora um pouco de Camões

26

Via Acteon na caça tão austero,
De cego na alegria bruta, insana,
Que por seguir um feio animal fero,
Foge da gente e bela forma humana;
E por castigo quer, doce e severo,
Mostrar-lhe a formosura de Diana;
E guarde-se não seja ainda comido
Desses cães que agora ama, e consumido.

27

E vê do mundo todo os principais,
Que nenhum no bem público imagina;
Vê neles que não têm amor a mais
Que a si somente, e a quem Filáucia ensina.
Vê que esses que frequentam os reais
Paços, por verdadeira e sã doutrina
Vendem adulação, que mal consente
Mondar-se o novo trigo florescente.

28

Vê que aqueles que devem à pobreza
Amor divino e ao povo caridade,
Amam somente mandos e riqueza,
Simulando justiça e integridade.
Da feia tirania e de aspereza
Fazem direito e vã severidade:
Leis em favor do Rei se estabelecem,
As em favor do povo só perecem.

29

Vê, enfim, que ninguém ama o que deve,
Senão o que somente mal deseja;
Não quer que tanto tempo se releve
O castigo, que duro e justo seja.
Seus ministros ajunta, por que leve
Exércitos conformes à peleja,
Que espera ter com a mal regida gente,
Que lhe não for agora obediente.

Camões in canto IX de Os Lusíadas
--

Nós na ACEL-Trebopala acreditamos no pluralismo democrático, acreditamos na diversidade dentro da unidade, acreditamos na liberdade de pensamento e de expressão, mesmo (e especialmente) quandos estes ponham em causa o poder, a impunidade e a repressão de uma élite minoritária de oligarcas de origem estrangeira sobre a maioria da população nativa do país. Recorde-se que Portugal é um país refém duma elite de indoutos, medíocres, cobardes e de ladrões, que de todas as formas procuram perpetuar-se no poder e manter o colonialismo interno neste país atrofiado pela mesma, que infelizmente para a maioria dos povos nativos, ainda é o último feudo de um Estado medieval e feudalista da Europa, para além de ser o único país europeu que não reconhece oficialmente as suas regiões e províncias históricas no seu território europeu.
Continua no link seguinte
http://aceltrebopala.no.sapo.pt/tuga.html

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Moçambique Terra Queimada: "Não me arrependo de nada", Jaime ...

ambicanos.blogspot.com/.../nao-me-arrependo-de-nada-jaime-neves....
18/08/2012 – Versão oficial de 25 de Novembro 


  1. Documento dos Nove - Infopédia

    www.infopedia.pt/$documento-dos-nove - 
    Documento dos Nove foi um manifesto de resposta aos militares radicais, apresentado ao presidente da República, general Costa Gomes, pelos militares ...
  2. Grupo dos Nove – Wikipédia, a enciclopédia livre

    pt.wikipedia.org/wiki/Grupo_dos_Nove - 
    Publicaram em Agosto de 1975 um documento que ficou conhecido como "Documento dos Nove" com vista à clarificação de posições políticas e ideológicas ...
  3. Documento dos Nove - Liberdade e Coerência Cívica - O Exemplo ...

    ernestomeloantunes.com.pt/documentodosnove.... -
    Publicado no Jornal Novo a 7 de Agosto de 1975. 

25 de Abril, 2ªpagina

joaogil.planetaclix.pt/k2.htm
Entra-se no 3º Governo Provisório conhecido por «Gonçalvismo», um governo ... Os socialistas e os comunistas, as duas pedras fundamentais do 25 de Abril, .... da oposição (O República dirigido por Raul Rêgo), de grande e livre circulação, ...


Nenhum conceito político é mais usado,e abusado,do que o da democracia.Quase todos os regimes  se dizem democráticos,mas nem todas as «democracias» permitem a liberdade.E a liberdade vem antes de qualquer sucedâneo democrático.
Este livro da Biblioteca Compreender é um breve relato da história da doutrina,das práticas,e das instituições,desde a Antiguidade greco-romana até os nossos dias.
Salienta que a democracia é uma condição necessária mas não suficiente para o bom governo e que ideias como poder da lei,direitos humanos e liberdades cívicas devem muitas vezes limitar os desejos das maiorias democráticas. (www.doimpensavel.pt/quasi )

MOVIMENTO CÍVICO CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS
Portugal já vai na 3ª bancarrota desde o 25/Abril por culpa dum regime de partidos corruptos. A sociedade civil começa a reagir: estão a formar-se movimentos da sociedade civil para combater este regime de partidocracia.

Em Julho, o MRB apresentou uma participação-crime contra políticos por "traição à Pátria". O sítio do MRB disponibiliza manifesto do movimento e o documento da participação-crime (PDF)

O MOVIMENTO REVOLUÇÃO BRANCA ( www.mrb.pt ) é estritamente apartidário e tem como objectivo lutar contra a corrupção dos partidos.

Página facebook do MRB:
http://www.facebook.com/pages/Movimento-Revolu%C3%A7%C3%A3o-Branca/202854156494155



MRB - Movimento Revolução Branca

www.mrb.pt/breves.html
------------------------------------
O Artigo 1º.da Declaração Universal dos Direitos Humanos afirma que «TODOS OS HOMENS NASCEM LIVRES E IGUAIS EM DIGNIDADE E DIREITOS»,o que pressupõe que o valor da dignidade humana é um valor supremo.Deste modo,é essencial que se respeite a dignidade da pessoa baseando-se nos pressupostos de que o ser humano é um fim em si mesmo,único e insubstituível.Por este motivo nunca poderá «SER UM MEIO OU UM INSTRUMENTO DA VONTADE DE OUTREM» e a dignidade do ser humano afirma-se para todas as pessoas em qualquer circunstância.Segundo a «Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia,artigo 1º,«a dignidade do ser humano é inviolável» devendo ser respeitada e protegida.

http://www.movimentosememprego.info 

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

O Sonho de Pedro Passos Coelho



José V. Malheiros escreveu ontem no Público O Sonho de Pedro Passos Coelho. Coloca aspas na primeira frase e fecha aspas após a última palavra de um longo e eventual sonho do PM ou, melhor, o grande pesadelo dos portugueses:
Um terço é para morrer. Não é que tenhamos gosto em matá-los. (…)não os vamos matar-matar (…). O Mota Soares (…) com aquela cara de anjo (…). O Paulo Macedo (…) não é genocídio, é estatística. (…) Estas tretas da democracia e da educação e da saúde para todos foram inventadas quando a sociedade precisava de milhões e milhões de pobres (…). O outro terço temos de os pôr com dono. (…) O outro terço são profissionais e técnicos (…) estes estão no papo. (…) Com um terço da população exterminada, um terço anestesiado [futebol, telenovelas e reality shows] e um terço comprado, o país pode voltar a ser estável e viável. (…) O Ângelo diz que, se continuarmos a portarmo-nos bem, um dia nós também vamos poder pertencer à elite.”

Origem - MRB - Movimento Revolução Branca

www.mrb.pt/quemsomos.html
"Até aqui tínhamos a certeza, agora temos a certeza absoluta: Os lobos, neste momento, por uma questão de sobrevivência, estão disfarçados de pastores.
--

http://portugalnonevoeiro.blogspot.pt/2011/07/as-origens-do-nevoeiro.html «- clicar

domingo, 9 de setembro de 2012

Privatização a Soldo da Banca


Em Fevereiro, a Wikileaksrevelou ao mundo o convite que o Goldman Sachs dirigiu à empresa de espionagem Stratfor: a parceria num Hedge Fund chamado Stratcap. De acordo com um email de Agosto de 2011, escrito por George Friedman, o CEO desta “CIA privada”, a oferta partiu do director do Goldman Sachs, Shea Morenz – “ele propôs uma nova aventura, Stratcap, que nos permitirá utilizar o conhecimento que produzimos sobre o mundo num espaço novo mas com conexões – um fundo de investimento. Onde previamente aconselhamos outros Hedge Funds, teremos agora o nosso próprio, inteiramente fundado pelo Shea (…) nos já estamos a trabalhar em simulações de investimento e transacções”. Outros emails mostram que, durante 2011, foi montada uma complexa estrutura financeira com recurso a offshores de forma a lançar a Stratcap sob uma capa de aparente legalidade.
esquerda.net teve acesso a estes emails revelados pela Wikileaks que indicam que a Parpública – empresa que gere as participações do Estado português em grupos como a GALP, REN, Águas de Portugal, TAP e ANA – estava na mira deste fundo de investimento. Num email de Setembro de 2011 um alto responsável da Stratfor, Alfredo Viegas, chama a atenção para o plano de privatizações anunciado pelo Governo português e pela troika – “(…) isto abre algumas oportunidades de negócio muito interessantes no que toca a empresas paraestatais portuguesas e possivelmente em outros PIIGS (…) Para mim o activo mais interessante são os 5,25% de obrigações da Parpública. O que torna estes títulos muito interessantes é que são convertíveis para a GALP – aquela empresa de combustíveis (…).”    
A Stratfor não perdeu tempo. Num documento enviado ao CEO, George Friedman, intitulado “STRATCAP  Portfolio  - summary” é possível verificar a inclusão de um quadro que faz referência aos títulos da Parpública. E já em 10 de Novembro, Alfredo Viegas exulta com as declarações de Pedro Passos Coelho, que nesse dia anunciou o plano de cortar a despesa pública em 43% até 2014 – “(…) é muito agressivo. Se eles fizerem isso, Portugal é uma grande compra… encurtando o nosso caminho para os títulos da Parpública.”
António Borges e a privatização da Parpública
A Parpública foi criada em 2000 pelo Governo de António Guterres com o objectivo de ser o instrumento do Estado para assegurar a gestão de empresas em processo de privatização. Esta posição concedeu uma importância central a esta holding pública que viu os seus lucros subirem a pique na última década, fruto das privatizações levadas a cabo por todos os Governos. Com a vinda da troika e o plano do PSD e CDS para privatizar as últimas jóias da coroa – TAP, ANA, CP Carga, CTT e Caixa Seguros, Água de Portugal e RTP – a própria Parpública tem os seus dias contados, pois o Estado deixará de ter participações nessas empresas. Na segunda versão do memorando de entendimento foi avançada a possibilidade de dissolução da Parpública ou a sua integração na administração pública, “uma vez que as suas fontes de receitas serão afectadas pela privatização”.  
A verdade é que até à decisão final é pela Parpública que passará o processo de privatizações, e é no âmbito da Parpública que opera António Borges, assessor indicado por Passos Coelho para liderar o processo. Mas esta não foi a primeira vez que António Borges lidou com a Parpública. Entre Fevereiro de 2004 e Abril de 2005 o Goldman Sachs prestou consultadoria financeira à Parpública no âmbito dos processos de privatização da GALP e EDP, recebendo por esse tempo 2,3 milhões de dólares do Estado português. Nesse tempo, o representante do Goldman Sachs perante o Estado foi António Borges, que agora fala em nome do Estado a defender as privatizações, incluindo o modelo ruinoso de concessão da RTP apresentado na entrevista à TVI na semana passada.
A ligação de Borges ao Goldman Sachs tem levado ao questionamento da sua imparcialidade na condução do processo de privatizações. Marc Roche, autor do livro «O Banco: Como Goldman Sachs dirige o Mundo», quando questionado sobre a escolha de Borges pelo Governo de Passos Coelho, alertou – “O problema é que o senhor Borges não disse o que fez no Goldman Sachs.Pode haver um conflito de interesses. É preciso total transparência (…) O senhor Borges tem de decidir se o Goldman Sachs tem ou não um papel nas privatizações».



quarta-feira, 8 de agosto de 2012


"Porque é que a Alemanha  se dá ao luxo de,reiteradamente,assumir os problemas do euro como problemas de política doméstica?"

Jean Claude Junker (Presidente do Euro-Grupo) em entrevista a um jornal alemão esta semana

À espera de um milagre - Opinião - DN
www.dn.pt/.../interior.aspx?...Viriato%20Soromenho%20Marques... - Em cache
A incompetência e falta de visão estratégica da gente que governa este velho continente ...
por VIRIATO SOROMENHO MARQUES
www .viriatosoromenho-marques.com

http://planetadosprimatas1.blogspot.pt/2012/10/a-decadencia-europeia.html «--clicar
********************************

segunda-feira, 16 de julho de 2012

segunda-feira, 9 de julho de 2012


"O sistema financeiro é sempre visto como algo diabólico,e isso é o pior que pode acontecer num processo de desenvolvimento."

Carlos Costa,Governador do Banco de Portugal

Este livro explica as razões e os métodos usados nas fraudes, as manipulações levadas a cabo nos mercados, a corrupção dos controladores, as portas giratórias entre os vários poderes, as ligações entre bancos e o mundo político e entre os primeiros e os serviços de informação, especialmente nos EUA.
Estamos a lidar com meras coincidências ou são estas as consequências de um fenómeno económico natural? Não, não estamos. Estas crises são organizadas para criar dívidas e juros, os quais, por sua vez são usados como armas económicas de manipulação. Fazem parte de uma estratégia imperialista para asfixiar economias, escravizar populações e obter o controlo económico e político. Um dos objectivos é a destruição da classe média; outro, o enfraquecimento dos governos eleitos democraticamente, para que estes sejam meras entidades burocráticas e administrativas. O objectivo final é estabelecer um governo mundial e um banco central mundial.
Não é um livro de economia, apesar de tratar assuntos económicos. É o levantar do véu que tem encoberto fraudes e manipulações, ao longo dos tempos, e como estas têm sido usadas como armas. Mas é principalmente um alerta, para evitarmos que hoje e no futuro sejamos nós os próximos danos colaterais.
Como Roubar o Mundo de Jan Schoorl Costa   http://www.bertrand.pt/
*******************************************************

Os Homens do Monopólio - Os Senhores do Mundo (Phenomenon ...
23 jan. 2012 ... Os homens do monopólio - Os Senhores do mundo Documentário sobre os
Homens do Monopólio Global. Os homens e Organizações que ...


http://paraummundolivre.blogspot.pt/2013/02/juiz-italiano-denuncia-clube-bilderberg.html

Os banksters financiaram a Revolução de Outubro | Inacreditavel

inacreditavel.com.br/.../os-banksters-financiaram-a-revolucao-de-out...
9 jan. 2012 – Artigo do London Times de 1917 relata o financiamento dos comunistasna Rússia por banqueiros europeus e norte-americanos.

http://eclinik.wordpress.com/vital-issues/ben-fulford/japanese-finance-minister-murdered-new-chinese-leader-missing-climax-approaching/

http://divinecosmos.com/start-here/davids-blog/1066-great-revealing


http://novadesordemmundial.blogspot.pt/2004/09/pessoa-e-os-trezentos.html

sábado, 7 de julho de 2012

O Império Global do Capital



http://europa-em-crise.blogspot.pt/ 

Lamentavelmente, à política económica suicidária da UE, que resultou nas tragédias que já todos conhecem, acresce a queda do Governo Holandês (ironicamente, acérrimo defensor da austeridade) e o agravamento da recessão em Espanha. Por conseguinte, a zona euro vê o seu espaço de manobra cada vez mais reduzido e os ataques dos especuladores são cada vez mais mortíferos. Vale a pena lembrar uma vez mais que o Goldman and Sachs, o Citygroup, o Wells Fargo, etc. apostaram biliões de dólares na implosão da moeda única. Na sequência dos avultadíssimos lucros obtidos durante a crise financeira de 2008 e das suspeitas de manipulação de mercado que recaíam sobre estas entidades, o Senado norte americano levantou um inquérito que resultou na condenação dos seus gestores. Ficou também demonstrado que o Goldman and Sachs aconselhou os seus clientes a efectuarem investimentos no mercado de derivados num determinado sentido. Todavia, esta entidade realizou apostas em sentido contrário no mesmo mercado. Deste modo, obtiveram lucros de 17 biliões de dólares (com prejuízo para os seus clientes).
Estes predadores criminosos, disfarçados de banqueiros e investidores respeitáveis, são jogadores de póquer que jogam com as cartas marcadas e, por esta via, auferem lucros avultadíssimos, tornando-se, assim, nos homens mais ricos e influentes do planeta. Entretanto, todos os dias são lançadas milhões de pessoas no desemprego e na pobreza em todo o planeta em resultado desta actividade predatória. Tudo isto, revoltantemente, acontece corn a cumplicidade de governantes e das autoridades reguladoras. Desde a crise financeira de 1929 que o Goldman and Sachs tem estado ligado a todos os escândalos financeiros que envolvem especulação e manipulação de mercado, com os quais tem sempre obtido lucros monstruosos. Acresce que este banco tem armazenado milhares de toneladas de zinco, alumínio, petróleo, cereais, etc., com o objectivo de provocar a subida dos preços e assim obter lucros astronómicos. Desta maneira, condiciona o crescimento da economia mundial, bem como condena milhões de pessoas a fome.
No que toca a canibalização económica de um país a fórmula é simples: o Goldman, com a cumplicidade das agências de rating, declara que um governo está insolvente, como consequência as yields sobem e obriga-o, assim, a pedir mais empréstimos com juros agiotas. Em simultâneo impõe duras medidas de austeridade que empobrecem esse pais. De seguida, em nome do aumento da competitividade e da modernização, obriga-os a abrir os seus sectores económicos estratégicos (energia, águas, saúde, banca, seguros, etc.) às corporações internacionais.
Como as empresas nacionais estão bastante fragilizadas e depauperadas pelas medidas de austeridade e da consequente recessão não conseguem competir e acabam por ser presa fácil das grandes corporações internacionais.
A estratégia predadora do Goldman and Sachs tem sido muito eficiente. Esta passa por infiltrar os seus quadros nas grandes instituições políticas e financeiras internacionais, de forma a condicionar e manipular a evolução política e económica em seu favor e em prejuízo das populações. Desta maneira, dos cargos de CEO do Banco Mundial, do FMI, da FED, etc. fazem parte quadros oriundos do Goldman and Sachs. E na UE estão: Mário Draghi (BCE), Mário Monti e Lucas Papademos (primeiros-ministros de Itália e da Grécia, respectivamente), entre outros. Alguns eurodeputados ficaram estupefactos quando descobriram que alguns consultores da Comissão Europeia, bem como da própria Angela Merkel, tem fortes ligações ao Goldman and Sachs. Este poderoso império do mal, que se exprime através de sociedades anónimas, está a destruir não só a economia e o modelo social, como também as impotentes democracias europeias.
Texto de Domingos Ferreira
Professor/Investigador Universidade do Texas, EUA, Universidade Nova de Lisboa In
**************************************************************************
http://economico.sapo.pt/noticias/afinal-o-goldman-sachs-manda-no-mundo_129681.html

segunda-feira, 11 de junho de 2012

http://portugalnonevoeiro.blogspot.pt/2011/07/as-origens-do-nevoeiro.html
O Povo Português terá de estar alerta contra o assalto ao Poder que os defensores do falso espiritualismo cristão e do falso humanismo materialista,não deixarão de tentar.Assalto que terá o apoio de todas as forças materialistas do Ocidente. Mas há que enfrentá-los!Há que vencê-los!"-------------------------------------Fernando Pacheco De Amorim in Portugal Traído,livro de 1975

http://www.revistaoikos.org/seer/index.php/oikos/article/viewFile/184/125 o governo global planeado pelas elites internacionais.
 
A sociedade cristã perdeu na verdade a consciência de que a luta entre o marxismo e a democracia,entre o capitalismo de Estado e o capitalismo dos grupos financeiros,não é mais do que a expressão de divergências passageiras dentro da mesma concepção materialista do mundo e da vida.Tomar posição a favor de um ou de outro é sempre aliar-se com o mesmo inimigo,é trair a sua própria frente de batalha em benefício exclusivo de um inimigo com duas faces.A vitória de um ou de outro significará sempre a derrota da nossa concepção do mundo e da vida.(Fernando Pacheco De Amorim in Portugal Traído de 1975)

http://crimedigoeu.wordpress.com/2012/04/25/grupo-bilderberg-conspirou-25-de-abril-de-1974/
Ou nos salvamos a nós, ou ninguém nos salva. Falemos, pois, de Portugal e dos portugueses.No link a seguir

http://www.youtube.com/watch?v=5nc0PLC7RuY

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Uma Espécie de Democracia

http://lusotopia.no.sapo.pt/indexPTPartidos.html

"Com toda a generosidade e uma grande dose de ingenuidade,os bravos capitães que fizeram o 25 de Abril de 1974 inscreveram os seus sonhos e ideais para Portugal num Programa baseado em três dês: Descolonizar,Democratizar e Desenvolver. 
Ja lá vão 34 anos e os três dês são agora outros: Desemprego,Desigualdade,Dependência. 

Joao Paulo Guerra em 28 de Abril 2008

http://www.movimentosememprego.info/
----------------------------------------

http://ptesoterico.wordpress.com/2009/12/02/o-dr-oliveira-salazar-defendeu-portugal-contra-os-interesses-das-sociedades-secretas-maconaria-opus-dei-bilderberg-kgb-e-cia/
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Dois partidos políticos estiveram no Governo desde 1974, nomeadamente o PSD (Social-democracia – Wikipédia, a enciclopédia livre agora neoliberais pró-austeridade germânica) e o PS (socialistas na oposição mas não quando no governo). Nem o primeiro tem grande preocupação social nem o segundo é Socialista em nada, senão no nome e em campanha eleitoral. Ambos seguem uma política de direita e têm governado Portugal desde 1974 sozinhos ou numa coligação, às vezes com o CDS / PP (democratas-cristãos?, conservadores).
Mas a esquerda(além do ps que só é socialista na oposição)na prática não ajuda a que o sistema se torne a favor do povo e do progresso,fazem muito barulho(agarrados alguns a dogmas ultrapassados) mas sem resultados e acabam por legitimar o regime parlamentar caduco que temos e beneficiando a direita.
Vejamos os resultados.

O PIB per Capita comparado com outras regiões da Europa

https://dissidentex.wordpress.com/2012/03/13/produto-interno-bruto-por-pessoa-e-por-regiao-ou-como-portugal-esta-a-ser-obrigado-a-ficar-pior/


distribuição da riqueza em Portugal: uma vergonha nacional ...

http://www.tintafresca.net/News/newsdetail.aspx?news=0c9d51e1-79fe-4b4e-9b59-aa221960752c&edition=57

. 2005 – A distribuição da riqueza em Portugal
-----------------------------------------------------------

Austeridade desigualmente distribuída em Portugal

www.observatorio-das-desigualdades.cies.iscte.pt/index.jsp?page=news...Em cache
10 jan. 2012 – Portugal é o único país com uma distribuição claramente regressiva.Claro que tudo isto tem de ser visto no contexto do acordo com a troika,ver mais abaixo o post a troika e os quarenta ladrões.

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Anatomia da Crise


"Não deixa de ser expressivo e lamentável que,para alguns,políticos e académicos,o benchmark(comparação) para a pobreza de hoje seja a pobreza 100 anos atrás e não os recursos gigantescos hoje existentes,sejam materiais,tecnológicos ou organizacionais.O facto é que as potencialidades da globalização estão a servir para aumentar as desigualdades,a pobreza e a fome,em vez do contrário."

Alfredo Bruto Da Costa in Dar Voz Aos Pobres (Livro de 2009)


30) Toda a pessoa tem direito à protecção contra a pobreza e a exclusão social;

este artigo 30 é parte da Carta Social Europeia de 1996 que pode ser consultada no link a seguir
http://www.fd.uc.pt/CI/CEE/pm/Tratados/Carta_Social_Europeia_(Revista)%201996.htm

------------------------------------------------------------------
Diário da República, 1.ª série — N.º 141 — 23 de Julho de 2008

Resolução da Assembleia da República n.º 31/2008
Recomenda a definição de um limiar de pobreza e a avaliação das políticas públicas destinadas à sua erradicação A Assembleia da República resolve, nos termos do n.º 5 do artigo 166.º da constituição, na sequência da Resolução da Assembleia da República n.º 10/2008, de 19 de Março, sobre o «Acompanhamento da situação de pobreza em Portugal», declarar solenemente que a pobreza conduz à violação dos direitos humanos .

Essa Resolução é de 2008 e entretanto chegados a 2012 qual a realidade económico/social em Portugal?

Vejamos aqui http://acegis.wordpress.com/2012/02/29/pobreza-desigualdades-e-desemprego-em-portugal/

Mas não fica por aqui,vejamos então.
O seguinte é de 29 de março 2012

Passos rejeita necessidade de novas medidas de austeridade ...

www.sol.sapo.pt/inicio/Economia/Interior.aspx?content_id=45380

Passados apenas alguns dias
Subsídio de maternidade: quanto passa a receber? | agência ...
3 abr. 2012 ... O Governo propõe cortes a sério nas prestações sociais. ... Segurança Social ·
Reformas antecipadas: segredo poupou 150 milhões ao Estado ...
 
Esperamos pelas cenas dos próximos capitulos?

segunda-feira, 5 de março de 2012

A Troika e os Quarenta Ladrões

http://economico.sapo.pt/noticias/a-troika-e-os-40-ladroes_138854.html

"A 25 de Novembro de 1975,acreditou-se que a democracia por si só tornaria o país mais moderno e solidário".

Ramalho Eanes ( ex-Presidente da República)

"O que pusemos em causa em todas as sociedades autoritárias centralizadas(quer se trate do sistema soviético ou dos sistemas capitalistas nos quais o monopólio de facto das decisões nas mãos de algumas grandes forças económicas e políticas é camuflado por ilusões parlamentares e eleitorais),não foi o facto de certas opções fundamentais serem tomadas ao nível da sociedade global;também não foi o princípio da delegação do poder,que é uma necessidade.
O que pusemos em causa foram os mecanismos pelos quais as decisões de "cima" não foram elaboradas a partir de uma participação efectiva e sob um controlo real da base.Foi também o carácter global,permanente e profissionalizado da delegação do poder."

Roger Garaudy in O Projecto Esperança (livro de 1976)


Troika: Portugal vai pagar 655 milhões só em comissões - Economia ...

27 out. 2011 ... Troika: Portugal vai pagar 655 milhões só em comissões. 27 de Outubro, 2011. As
comissões a pagar por Portugal pelos empréstimos concedidos ...
2010.sol.pt/inicio/Economia/Interior.aspx?content_id=32276 -


Ah,e agora falta os Juros!( a alteração feita para pagar com prazos maiores aumentou o custo final para 34 mil e 400 milhões a somar aos 78 mil milhões do empréstimo, fora as comissões anteriormente referidas!)

Aqui http://www.dn.pt/inicio/economia/interior.aspx?content_id=2147916

Actualização em 27-04-2012
Como a Alemanha beneficia com a crise actualmente? aqui http://www.redebrasilatual.com.br/blog/blog-do-velho-mundo/blog_index/blog_view?Subject=Crise+do+Euro

Enquanto os países do sul da Europa pagam mais de juros na Alemanha acontece o oposto.A austeridade arrasa com os estados em crise e a Europa está a ir pelo cano mais uma vez.

Estamos a caminho de um novo Reich?? http://visao.sapo.pt/o-quarto-reich=f625730

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

O Estado a Que Chegamos

http://www.fnac.pt/Como-o-Estado-Gasta-o-Nosso-Dinheiro-Carlos-Moreno/a323758


"A luta contra a corrupção deveria ser uma tarefa fundamental  das entidades públicas.Mas(...) o que se tenta prevenir de facto...é o combate à corrupção."

Paulo Morais no jornal CM de 22/11/2011


Buraco do BPN sobe para 5,3 mil milhões - Exclusivo CM - Correio ...
2 fev. 2012 ... Buraco do BPN sobe para 5,3 mil milhões ... BPN 'limpo', onde "deverão constar
créditos de 2,2 mil milhões e 1,8 mil milhões em depósitos".
www.cmjornal.xl.pt/.../buraco-do-bpn-sobe-para-53-mil-milhoes

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

A Crise Ibérica


A taxa de desemprego em Portugal subiu novamente em Novembro e bateu máximos históricos, atingindo os 13,2 por cento, a quarta pior entre os países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE). O PS já veio lamentar a «falta de estratégia» do Governo para o problema.

De acordo com os dados divulgados esta terça-feira pela OCDE, referidos pela Lusa, a taxa de desemprego harmonizada de Portugal subiu de 13% para 13,2% entre Outubro e Novembro. Esta já havia subido de forma semelhante em Setembro face a Agosto e em Outubro em relação com Setembro.

Assim, a taxa de desemprego calculada para Portugal está a subir a um ritmo de 0,2 pontos percentuais há três meses consecutivos.

Entre os 24 países (de um total de 34) sobre os quais a organização divulga dados mensais, Portugal surge como o quarto com a taxa de desemprego mais elevada.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), no último trimestre do ano existiam 700 mil desempregados, dos quais, 307.969 estavam a receber o subsidio de desemprego.
O que significa que menos de metade recebe subsidio de desemprego e cerca de 400 mil não tem direito à prestação social.

Pior que Portugal está a Espanha, que tem o desemprego mais elevado de todos os países - 22,9 por cento da população activa.

Economia - Espanha já tem mais de 10 milhões de pobres - 22/08 ...
22 ago. 2011 ... De acordo com os parâmetros do governo espanhol, os pobres são classificados
... O nível de desemprego no País é bastante assustador.